Ninho

projeto

Ninho

INSTITUIÇÃO

Instituto Beija Flor Brasil

REGIÃO

Rio de Janeiro – RJ

ANO

2021

O projeto

A inclusão de crianças de 2 a 6 anos, vinculadas à ONG Casa da Alegria, por meio da oferta da aplicação das dinâmicas da Pedagogia Waldorf e de reflexões sobre racismo estrutural, é o foco deste projeto. Executado no Jardim de Cultura João de Barro, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, o projeto busca o desenvolvimento saudável das crianças socialmente vulneráveis em uma região onde a produção familiar contribui para a saúde, a identidade e cultura da população. O cenário enseja a aplicação da Pedagogia de Emergência*, com ênfase na experiência diária do ritmo de uma escola Waldorf como opção viável para a inclusão social e a efetivação do caráter terapêutico presente no tratamento pedagógico das crianças. O Curso de Letramento Racial e a Pedagogia Waldorf foram selecionados por apresentarem os recursos pedagógicos-terapêuticos e de conscientização que podem contribuir para o desenvolvimento e a integração saudáveis das crianças e de suas famílias envolvidas no projeto.

*A Pedagogia da Emergência trabalha no auxílio de crianças que passaram por algum trauma causado por eventos dramáticos. A linha pedagógica foi criada em 2006 pelo professor alemão Bernd Ruf, que declara: “Nem sempre, externar verbalmente os sentimentos é a melhor forma de lidar com os traumas. Então, é preciso pensar em alternativas que auxiliem essas pessoas a se reconectarem consigo mesmas”.

Objetivos

– Oferecer dois módulos de capacitação em Pedagogia da Emergência para as professoras do Jardim de Cultura João de Barro.

– Envolver as famílias das crianças, dando acolhimento e orientações no apoio ao desenvolvimento das crianças atendidas, por meio de sessões semanais de conversa e da oferta de curso mensal da pauta étnico-racial, com Letramento Racial, Estudo do Racismo Estrutural e Práticas Antirracistas.

– Apoiar o desenvolvimento neuropsicomotor das crianças por meio da aplicação dos recursos especiais da Pedagogia Waldorf (4 horas diárias e 20 horas semanais).

– Atestar a melhora no desenvolvimento das crianças, por meio de avaliações de profissional capacitado em recursos especiais da Pedagogia Waldorf.

resultados

– Para além do diagnóstico social das crianças da região (já conduzido pela ONG Casa da Alegria), oferecer a essas crianças, atividades pedagógicas e artístico-culturais.

– Expansão das ações sociais do Jardim.

– Ampliação da disseminação e da atuação da proposta da Pedagogia Antroposófica na comunidade.

– Avaliação de resultados por profissionais qualificados.